quinta-feira, 7 de julho de 2016

A MINHA RECRUTA.


ANTIGO R.I.2 EM ABRANTES ONDE TIREI A MINHA ESPECIALIDADE:

1 comentário:

  1. No dia 17 de Janeiro de 1972 (1°.turno)apresentei-me no Regimento de Infantaria n°13 em Vila Real de Trás os Montes.
    A partir dessa data passei a ser maçarico apresentei-me a um Oficial com um galão amarelo nos ombros e um cabo Mil.com divisas vermelhas.Fui encaminhado para uma arrecadação para me ser destribuido o respetivo fardamento.Fui encaminhado para uma caserna onde encontrei várias camas e vários armários para guardar as minhas fardas escolhi a cama onde eu ia dormir a partir daquele momento até terminar a minha recruta por cima da minha cama se encontrava um outro maçarico já com bastante idade porque tinha imigrado para França para se livrar do serviço militar obrigatório. Como era obvido ao amanhecer acordava com um toque de uma corneta sinal que era para iniciar o primeiro dia da minha vida de recruta.Em frente da caserna já se encontrava o oficial acompanhado com dois Cabos Mili.fui encaminhado para para a parada para dar inicio ao primeiro dia de instrução. Foi-me atribuído o meu número mecanográfico 017516/72 e o n°.de pelotão o n°.22.O local era dos mais possíveis de trepar e como tal era bastante convidativo quando houvia de novo a corneta a tocar lá ia para a formatura para ser encaminhado para o refeitório do rancho geral para me ser servido peixe já podre misturado com arroz que colava no teto acompanhado por um recipiente em alumínio um pouco de vinho azedo que sabia a vinagre.Como ia dizendo o Oficial dia fazia a prova da nossa alimentação para quem era recruta dava a refeição como boa para ser consumida pelos recrutas enquanto eles comiam lautos banquetes e bebiam o vinho da velha cepa.

    ResponderEliminar